Velhos Hábitos

Costumo fechar meus olhos quando dói


tudo o que ouço são os seus dedos no piano 

e as palavras que eu precisava dizer



Mesmo que eu não seja nada para você agora


queria que você não tivesse se importado tanto com todos os detalhes sobre mim


sobre os meus livros na estante


ou como estava sendo o meu dia



Queria que você tivesse me contado 

que eu não deveria te guardar tão profundamente


porque agora todas as palavras de bom dia se foram


desaparecendo com a verdade do tempo 

em que desafiamos o mundo ao nosso redor


será que chegamos perto de ter tudo?



Abaixei minha guarda 

eu mesma puxei o meu tapete


estava me acostumando a ser alguém que não se atém à velhos hábitos


mas eu te vi cantar aquela canção

as palavras deslizando suavemente em sua língua 

me fez estremecer


acendendo novamente o desejo de provar seus lábios



Cada fôlego que a tua voz me roubou


me dizendo para te tirar da cabeça


é fácil dizer

estou apenas sendo cega


nunca é tão simples


eu não acordei pela manhã sem amar você




Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas